Esqueça a força de vontade para emagrecer!

O que você vai ler neste post

Quantas vezes você ouviu que pessoas que não conseguem emagrecer simplesmente não o fazem por pura falta de força de vontade?

Pois bem, neste artigo curto e objetivo, eu vou mostrar como a excessiva confiança na força de vontade para emagrecer não se justifica.

 

Seus Resultados Indicam Que Você Está Confiando demais na força de vontade.

“Uma mulher inteligente e talentosa decide melhorar seus hábitos em janeiro.

Com uma grande força de vontade ela começa a praticar ioga, fazer treino funcional e comer frango com salada no almoço e na janta.

Por alguns dias ou talvez semanas, ela segue seu plano.

Então ela fica ocupada. Ou estressada. Ou cansada, entediada ou distraída.

E, bem, você sabe o resto: um mês depois, ela se vê pedindo pizza numa quarta à noite para assistir alguma série na Netflix.

De repente, ela vê sua força de vontade amassada no lixo ao lado do resto de brócolis murcho…e todas as suas resoluções de ano novo são apenas uma memória”.

Nossa mulher hipotética é fraca? Completamente sem autocontrole? Não.

A realidade é uma só: ela está confiando demais na força de vontade.

Assim como você.

A ciência comprovou que sua força de vontade é desgastada diariamente, como se fosse uma bateria de celular.

Quanto mais você a usa durante o dia, mais sua reserva se esgota.

Isso foi comprovado pelo famoso Experimento do Rabanete feito pelo pesquisador Roy F. Baumeister em 2002.

O objetivo deste trabalho foi medir o quanto nossa força de vontade é finita.

No estudo os participantes foram colocados numa pequena sala, com uma tigela de rabanetes e um prato de biscoitos de chocolate à sua frente.

Os biscoitos ainda estão quentes e têm aquele cheiro maravilhoso, exclusivo dos biscoitos recém assados.

Para o primeiro grupo de participantes, os pesquisadores disseram que eles poderiam comer apenas os rabanetes, mas não os biscoitos de chocolate.

Isso requer autocontrole.

Para os demais grupos não houve restrição alguma.

Depois de um tempo, os pesquisadores tiraram toda a comida e pediram para os participantes ajudá-los a resolver um “quebra-cabeça impossível” …

Persistir na tentativa de resolver esse quebra-cabeça impossível é uma atividade que requer autocontrole.

Observe agora que interessante …

Os participantes que foram obrigados a resistir aos biscoitos de chocolate desistiram do quebra-cabeça em 8 minutos, enquanto os demais participantes resistiram 19 minutos.

Isso prova que a sua força de vontade é limitada.

Quem gastou parte do seu autocontrole resistindo aos biscoitos, desistiu mais rápido no teste do quebra cabeça impossível.

Diversos outros estudos comprovaram que quanto mais escolhas temos que fazer, mais perdemos o autocontrole na próxima atividade.

O que nos leva de volta à nossa mulher hipotética do início do texto.

Ela começa janeiro cheia de boas intenções. Ela se exercita. Ela trabalha. Ela cuida dos filhos. Ela tem problemas a resolver.

E o mais difícil… ela resiste a tentações alimentares diariamente.

Chega um dia, ela se vira para o marido e diz: “Vamos pedir comida”, e nem sabe o porquê.

Quantas vezes você já começou o dia cheio de boas intenções, mas de noite acabou chutando o pau da barraca?

E você sabe qual é o desejo número um que mais gastamos energia diariamente tentando resistir?

Comida!

Você vai entender tudo isso melhor num instante…

Mas preciso mencionar que você também anda com muito estresse e ansiedade, não é mesmo?

Eu te entendo…

Medo, desconforto, preocupação, frustração, indignação, nervosismo, enfim, são todos sintomas de uma mente estressada e fadigada.

O problema é que o estresse em excesso Faz Você Comer Mais e Mais Porcarias.

Diante do estresse crônico, é comum que as pessoas acabem comendo mais alimentos que contenham açúcares e gorduras ruins.

Funciona como um processamento de compensação. O cérebro, de alguma maneira, procura algo que lhe dê prazer para compensar algum sofrimento…

…E lá se vão pacotes de biscoitos, barras de chocolates, pães, salgados etc.

A grande armadilha é que os alimentos desta categoria são os mais engordativos e inflamatórios, o que acaba nos prendendo num círculo vicioso…

Isso piora ainda mais o seu autocontrole com a comida!

Eu também preciso falar sobre a sua menopausa.

Para muitas mulheres pode ser um pesadelo total quando você atinge a menopausa.

Você come menos e se exercita mais, mas ainda ganha peso, especialmente em torno da barriga.

Adicione as ondas de calor, sono desregulado e as mudanças de humor, e a vida pode parecer injusta … como se seu corpo estivesse traindo você. Que diabos está acontecendo?

É chamado de Burnout Hormonal… e pode causar estragos no metabolismo feminino.

Quando o desgaste hormonal atinge seu metabolismo na menopausa, você ganha ainda mais facilidade para engordar.

Pois seu corpo fica mais sensível ao carboidrato …

Com o declínio no estrogênio, seu corpo não processa carboidratos adequadamente.

Isso porque o estrogênio ajuda seu corpo a administrar o açúcar no sangue.

Assim, menos estrogênio leva a maior nível de açúcar no sangue. E o aumento de açúcar no sangue se transforma em gordura, especialmente em torno da barriga.

É por isso que um prato de macarrão à noite pode resultar em um tamanho de calça extra na parte da manhã!

Nem preciso dizer que isso também piora a sua fome e seu auto-controle com a comida…

De acordo com o cientista Brian Wansink, nós fazemos 221 escolhas relacionadas a comida todos os dias.

Se você ficou comigo até aqui, já deve entender por que tentar emagrecer apenas com a força de vontade é uma batalha perdida.

Agora você sabe que seguir dietas restritivas é como prender a respiração, uma hora você terá que ceder para respirar.

 

A Culpa Não é Sua…

Você não é uma pessoa naturalmente gulosa ou preguiçosa…

…muito menos está comendo compulsivamente por ordem de forças sobrenaturais.

Segundo a endocrinologista Ruth Clapauch, as causas da compulsão alimentar são 100% hormonais.

Há dois hormônios que controlam nosso cérebro e eles são chaves para nosso equilíbrio alimentar.

Um deles é a grelina, que regula sua fome, e o outro é a leptina, que regula sua saciedade.

O problema é que há muitos fatores na vida moderna que causam o desiquilíbrio deles, como dietas restritivas, estresse, problemas de sono, excesso de toxinas no organismo e maus hábitos alimentares.

O resultado? Seu corpo constantemente enviando sinais para que você deseje alimentos como doces e carboidratos.

É assim que a compulsão ganha todas as batalhas, acabando com sua força de vontade.

Mas a guerra ainda não está perdida…

Conheça o superalimento com ação antiobésica…

 

O que seria a ação antiobésica?

É a ação que dá ao organismo a sensação de saciedade, sempre que ingerirmos algum tipo de alimento e ele bater em nosso estômago. E isto ocorre devido ao seu importante teor de proteína vegetal e também por conta da presença de um aminoácido conhecido por fenilalanina, cuja digestão é mais lenta, causando no indivíduo a sensação de estar saciado por mais tempo, e consequentemente, reduzindo consideravelmente o seu apetite.

Com isto, este tipo de alimento acaba por ajudar bastante a quem possui algum tipo de compulsão alimentar.

Estudos de renome atestaram que a Spirulina funciona  como um forte inibidor de apetite. O aminoácido fenilalanina presente em sua fórmula estimula a secreção de colecistocinina, que ajuda a reduzir drasticamente o apetite (1).

Mas não é somente isso que ela faz, uma vez que além de emagrecer, a Spirulina acaba com doenças, mandando-as para bem longe do seu corpo.

A Mensagem Final é apenas esta: a Spirulina não é somente um redutor de apetite natural…

…ela também elimina possíveis doenças do corpo, aumenta a energia, funciona como um protetor, sendo um excelente componente anticâncer e também tem atuação anti-inflamatória.

Além disso, ela conta com vitaminas, minerais e antioxidantes em sua fórmula, sendo extremamente proteica (ideal para quem é vegetariano ou vegano), contém Ômega 3, 6 e 9, é rica em clorofila (faz uma verdadeira faxina no organismo), alivia os sintomas da rinite e muito mais…

Será como se você pudesse tomar cápsulas do futuro nos dias de atuais.

 

Como Conseguir Spirulina de Boa Qualidade

Cuidado na hora de checar a procedência do suplemento que está adquirindo.

Dependendo de onde foi cultivada, a Spirulina pode estar contaminada com metais tóxicos, bactérias e outras substâncias danosas ao nosso organismo.

Esta situação pode gerar danos hepáticos acompanhados de dores de estômago, náuseas e vômitos, além de não trazer qualquer benefício.

Nós aconselhamos a Spirulina Premium da NutrilifeCaps, pois eles têm o registro da Anvisa e aprovação do Ministério da Saúde do Brasil.

Spirulina da NutrilifeCaps possui o selo “Premium” porque a alga vem direto do Havaí, fonte onde é cultivada com os maiores índices de pureza no mundo.

CONHEÇA-A AQUI

NutriLife Caps
NutriLife Caps

Alcance o ápice da sua saúde através de nossos
SuperAlimentos Premiums

Facebook
Twitter
LinkedIn

10 respostas

  1. Já faço uso da spirulina, mas sempre compro no grupo, com descontos. Não estou conseguindo mais esse acesso. Pode me ajudar?

  2. Faz 15 dias que comprei a Spirulina e até agora não chegou. Gostaria de saber o porquê de tanta demora, pois o produto já foi pago.
    Aguardo resposta.

    Claudete

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.