Alimentos que pioram a inflamação

Alimentos que pioram a inflamação

O que você vai ler neste post

O cuidado para não ingerir um alimento inflamatório dobrou, na mesma medida que o conhecimento sobre eles aumenta. A dieta saudável tornou-se parte relevante da vida de muitas pessoas, além de ser cada vez mais observada em todos os meios, especialmente a internet.

Não é de hoje que o carboidrato é considerado um vilão da dieta e da reeducação alimentar. Mas, a ação desse nutriente em si, ao ser consumido através de alimentos naturais, é benéfica para o funcionamento do corpo. Um alimento inflamatório não possui nenhuma função no organismo, que não seja prejudicá-lo.

O alimento inflamatório é tão prejudicial que muitos nutricionistas tomam uma postura radical em relação a ele. Em outras palavras, esses profissionais da saúde recomendam que os pacientes os descartem de suas vidas.

Confira mais sobre as razões desses alimentos agravarem os processos inflamatórios do corpo e quais devem ser evitados nos casos de inflamação que já existem. Veja também nossa lista de alimentos inflamatórios. Por fim, descubra quais alimentos podem ser usados ao seu favor no combate às inflamações. 

Por que alguns alimentos pioram a inflamação?

Nosso corpo é suscetível a um estresse causado pela oxidação. Basicamente, isso ocorre quando as células produzem uma série de substâncias químicas sucessivamente. Esse efeito dominó atua em todo o organismo, que o torna um ambiente receptivo ao processo inflamatório.

A frequente ingestão de um alimento inflamatório gera consequências terríveis para o corpo, desde a pele, que é a sua região externa, até às proteínas, lipídios e o núcleo das células afetadas. 

Alimentos que pioram a inflamação (2)
Fonte/Reprodução: original

É possível descobrir se uma pessoa consome o alimento inflamatório em excesso só de olhar para a sua pele, pois a ingestão ininterrupta dessas comidas provocam envelhecimento. O alimento inflamatório, de índice glicêmico elevado, causa um dano estético terrível, pois suas partículas atacam o próprio colágeno de nosso corpo.

Além disso, o alimento inflamatório pode causar doenças autoimunes, e até mesmo a aterosclerose, que é a formação de placas de colesterol nas artérias. 

Quais alimentos devem ser evitados com inflamação?

Existem casos em que uma pessoa já pode se encontrar com algum processo inflamatório no organismo. Portanto, é de suma importância descobrir quais são os alimentos que devem ser evitados, ou até mesmo banidos, da alimentação.

É preciso ter em mente que, quanto mais o alimento inflamatório é consumido, mais difícil se torna de recuperar os danos que ele provoca no corpo. 

Alimentos produzidos em altas temperaturas e que possuem volume extremo de conservantes em sua produção, caracterizam comidas nocivas à saúde do ser humano. Em geral, são alimentos muito industrializados. Confira abaixo uma lista com os principais. 

Leite

O leite pode causar inflamações no corpo, mas esse efeito é ainda mais intenso para quem já sofre com a intolerância à lactose. Alguns estudos apontam que cerca de 70% dos brasileiros têm essa condição, em maior ou menor grau.

Os sintomas da inflamação causada pelo leite são diarreia, flatulência, dores e distensão abdominal. São todos relacionados ao funcionamento do intestino. Por isso que muitos não podem tomar leite ou consumir seus derivados. Afinal, a saúde do destino determina a qualidade da absorção dos nutrientes e previne que o corpo contraia doenças, inclusive as de natureza autoimune. 

Porque o leite causa inflamação?

A causa mais comum de inflamação pelo leite é a lactose. Mas, também pode ser causada pelas proteínas: caseína e beta lactoglobulina. A maioria das pessoas que sofrem de intolerância à lactose possuem, na verdade, uma deficiência de lactase.

A lactase é uma enzima que já é natural do corpo humano, cuja função é “quebrar” a lactose, ou seja, o açúcar contido no leite. Há alguns casos onde a alergia está relacionada às proteínas. São mais graves e mais raros, por gerarem reações imunológicas mais intensas no corpo.

Frituras e alimentos muito gordurosos

Esse tipo de alimento inflamatório é, geralmente, carregado de gorduras saturadas. No caso dos óleos vegetais é pior, pois a composição é feita de gorduras trans. Ingerir gorduras mais do que o permitido leva a uma série de sintomas, dentre os quais se sente desconforto e mal-estar geral do corpo, além de desânimo e mau humor. 

Muitos dos problemas emocionais e psicológicos que as pessoas enfrentam podem ser diminuídos a partir de uma dieta pobre em alimentos desse tipo.

Porque as frituras e alimentos muito gordurosos causam inflamação?

A fritura pode afetar o funcionamento dos ácidos graxos no corpo. Esses ácidos são justamente os compostos que combatem os processos inflamatórios. Logo, consumir frituras prejudica nossa própria capacidade defensiva, nesse sentido.

Além disso, esses tipos de alimentos levam à redução das quantidades de triptofano no organismo, um aminoácido que faz o hormônio da serotonina ser secretado. A deficiência de serotonina pode levar à insônia, ansiedade e até mesmo a depressão.

Biscoitos industrializados

Esse tipo de alimento inflamatório é uma verdadeira tentação para a maioria das pessoas. Afinal, o biscoito é um alimento saboroso, que não requer preparo algum, e pode ser comido a qualquer hora. Mas, essa delícia, tão prática e de conveniente aparência, é uma das piores justamente por ser fácil de incorporar na rotina.

Porque os biscoitos industrializados causam inflamação?

É o excesso de açúcar refinado presente nesses alimentos, provoca o início e aumenta a intensidade dos processos inflamatórios. As consequências para o organismo são terríveis. Ao serem consumidos de forma ininterrupta, o açúcar refinado desses alimentos compromete o trabalho da insulina no corpo.

A insulina é o hormônio cuja importante função é metabolizar a glicose. Quando este hormônio falta, o açúcar “sobra” dentro do organismo. Essa inflamação pode levar uma pessoa a contrair doenças como o diabetes.

Refrigerantes e bebidas alcoólicas

O fato do refrigerante ser uma bebida riquíssima em açúcar refinado já é um fato conhecido por todos, mas você sabia que a cerveja também é? Quanto mais fermentada for a bebida alcoólica, mais glicose ela possui.

O álcool presente nas bebidas, de uma forma geral, deve ser evitado, pois causa inflamações no organismo como um todo. 

Porque os refrigerantes e o álcool causam inflamação?

Além do açúcar, os refrigerantes também possuem um volume absurdo de sódio. A mistura de sódio e açúcar é devastadora para o corpo. O processo inflamatório mais conhecido dessa combinação é a retenção de líquidos. Além disso, estudos indicam que o consumo de refrigerantes em excesso está ligado à obesidade e ao surgimento de tumores.

Já o álcool é um alimento inflamatório que causa o aumento dos níveis de colesterol e triglicerídeos no corpo. Esse processo faz com que as artérias fiquem “entupidas” de gorduras. Pode levar uma pessoa a ter problemas circulatórios e do coração, que tem possibilidade de chegar a um ataque cardíaco.

Embutidos derivados da carne vermelha

Por mais que contenha proteína, esse tipo de alimento inflamatório faz mal para o corpo inteiro. São cheios de sódio, para mantê-los bem conservadas por mais tempo. Além disso, as gorduras têm o potencial de piorar os níveis de LDL, o colesterol considerado prejudicial.

Por que embutidos e derivados da carne vermelha causam inflamação?

As substâncias presentes no peito de peru, no salame, na linguiça, no bacon e em tantos outros contém o chamado “ácido araquidônico”, que nada mais é do que uma gordura que ataca a membrana das células. A partir daí, as próprias membranas afetadas produzem substâncias que geram inflamação.

O que fazer para diminuir a inflamação?

Deixar de consumir o alimento inflamatório é a medida mais acertada possível para quem quer se livrar desses processos nocivos e seus sintomas. De fato, algumas pessoas sofreram tanto com essa alimentação errada que já eliminaram completamente esses alimentos de sua dieta e, por conseguinte, tiveram melhora no estilo de vida.

Alimentos que pioram a inflamação (3)
Fonte/Reprodução: original

Outras pessoas já sentem melhoras nos sintomas só por diminuírem a quantidade e frequência na ingestão do alimento inflamatório.

O que comer para desinflamar o organismo?

Além de se abster do consumo de um alimento inflamatório, é possível lutar contra os sintomas nocivos a partir da ingestão de alimentos que, em contrapartida, fazem efeito contrário. 

Já é comprovado por cientistas que alguns alimentos são anti-inflamatórios. São esses os alimentos que contém ômega 3, encontrado em peixes de água fria, como o atum e a sardinha, e sementes como a chia e a linhaça.

Também vale acrescentar a esse grupo a cúrcuma, ou açafrão, que possui a curcumina, a qual é anti-inflamatória, e o chá verde pela sua catequina, também uma substância com esses benefícios.

Qual fruta é boa para inflamação?

No que diz respeito às frutas, vale citar aquela que representa o oposto de um alimento inflamatório, que é a uva. Esse fruto contém uma substância conhecida pelos nutricionistas como “resveratrol”, que atua na diminuição da gordura sanguínea e é um antioxidante, que previne inclusive o envelhecimento.

A ingestão de uva auxilia até mesmo para abaixar os níveis de LDL. Então, se por um lado as bebidas como a cerveja pioram o colesterol ruim, pelo outro consumir um bom vinho (com moderação) faz muito bem para a saúde.

Dê preferência às uvas mais escuras, pois a concentração de resveratrol em suas sementes e casca é ainda maior.

Uma vez compreendido o poder dos alimentos, para o bem ou para o mal, é possível notar que as inflamações podem ser combatidas, ou melhor, prevenidas. Para cada alimento inflamatório que existe, você pode simplesmente descartá-lo e usar um anti-inflamatório em seu lugar.

Ao invés de comer um embutido, faça uma bela salada com sardinha. Deixe os biscoitos processados e cheios de açúcar para trás e insira as bolachas integrais e menos processadas em sua vida. Procure ter o hábito de verificar as quantidades de açúcar e sódio já nas embalagens.

A melhor notícia é que quanto antes você cuidar da dieta, mais cedo os sintomas da inflamação irão embora. Tudo depende da sua decisão de comer melhor. Para se prevenir ainda mais, conheça um pouco sobre os perigos da inflamação aqui.

NutriLife Caps
NutriLife Caps

Alcance o ápice da sua saúde através de nossos
SuperAlimentos Premiums

Facebook
Twitter
LinkedIn

18 respostas

  1. Amei o texto… comer uva e todas as frutas que Deus nos deixou para substituir
    toda essa alimentaçao inflamatória.
    Muito obrigada!!!!

  2. Porque a cerveja e inflamatória e i vinho não, já que os dois possuem álcool?
    E a cerveja sem álcool e alimento inflamatorio?

  3. O vinho é produzido da uva que é anti-inflamatória, a cerveja não. Nem todo o vinho mas o de boa qualidade sim, faz bem para a saúde e em pequenas doses diárias

  4. Eu FAÇO iogurte natural em casa.com leite integral. Sinto muitas dores abdominais.como fazer pra consumir cálcio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.