Como medir a pressão arterial tabela de indicação (1)

Como medir a pressão arterial: tabela de indicação

O que você vai ler neste post

Infelizmente a hipertensão é uma das doenças mais recorrentes na população brasileira, e por conta disso é necessário saber como mensurar a pressão arterial de forma precisa, além da adoção de hábitos saudáveis para fugir deste mal que acomete um relevante número de pessoas anualmente.

A hipertensão arterial é uma condição na qual a pressão que o sangue faz nas veias e das artérias do nosso corpo é forte e se mostra acima dos limites considerados normais. Esta é uma doença silenciosa, pois na maioria dos casos não há sintomas e o diagnóstico só ocorre por conta da aferição da pressão. Observa-se, então, a importância de medir a pressão arterial no cotidiano e saber interpretar os valores.

Como é aferida a pressão arterial?

A pressão arterial pode ser definida como um valor representado através da força que o sangue faz nas paredes internas dos nossos vasos sanguíneos enquanto circula pelo corpo através do bombeamento do coração.

Para medir a pressão arterial, utiliza-se instrumentos manuais como o esfigmomanômetro em conjunto com o estetoscópio e instrumentos eletrônicos como os aparelhos digitais para o braço ou para o pulso.

Como medir a pressão arterial tabela de indicação (3)
Fonte/Reprodução: original

É ideal evitar utilizar os dedos ou o relógio de pulso para medir a pressão arterial, pois ambos os meios só medem a frequência dos batimentos cardíacos, ou seja, o número de batimentos cardíacos por minuto. Além disso, é recomendado medir a pressão arterial durante o período da manhã e antes de tomar qualquer medicamento, sentado com o braço relaxado e antes de tomar café, bebida alcoólica ou fumar.

Além disso, é indicado medir a pressão arterial em casos de hipertensão por, pelo menos, uma vez durante a semana, em pessoas saudáveis ao menos uma vez por ano para fazer uma checagem e ver como está e quando há sinais como dores de cabeça sem explicação, tontura, dores na visão, desmaios repentinos, dentre outros.

Qual é a média da pressão arterial?

É essencial que o indivíduo tenha perto para consulta uma tabela com as numerações corretas na hora de medir a pressão arterial, de forma que o mesmo possa verificar se a sua está ou não nos padrões normais.

Na hora de medir a pressão arterial considera-se normal em adultos, uma pressão encontrada em 120×80 mmHg. Abaixo desta, como por exemplo 105×60 mmHg, se considera que você está com a pressão baixa, ou neste caso, hipotenso. Já acima desta média, é considerado que a pessoa está com hipertensão e esta se divide em diferentes estágios de acordo com a numeração observada na hora de medir a pressão arterial.

Já em crianças, os valores considerados normais são menores e a pressão arterial considerada média e saudável para os indivíduos de seis a nove anos varia entre 95 a 100 mmHg de pressão arterial sistólica por 65 mmHg.

Quais os tipos de pressão arterial?

Na hora de medir a pressão arterial, observa-se que há dois números e estes aparecem com a medida de milímetros de mercúrio (mmHg). Estes dois números representam dois ciclos dos batimentos cardíacos: a leitura da pressão arterial sistólica e a pressão arterial diastólica, respectivamente.

Como medir a pressão arterial tabela de indicação (2)
Fonte/Reprodução: Original

Ou seja, se por exemplo, quando você for medir a pressão arterial aparecer no monitor do aparelho digital 120×80 mmHg, significa que sua pressão está 12 por 8 onde o primeiro número, 120, representa a pressão arterial sistólica e o 80 é a pressão arterial diastólica.

Pressão arterial sistólica

Durante o batimento cardíaco, o nosso coração se contrai e relaxa para haver a correta entrada e saída de sangue do órgão para as outras partes do corpo através dos vasos sanguíneos. A pressão arterial sistólica representa a sístole, o fim do ciclo cardíaco, o momento no qual o nosso coração se contrai e permite a saída do sangue do coração para os vasos sanguíneos.

Neste estágio, o coração é contraído e o sangue é bombeado para os vasos sanguíneos e distribuído pelo corpo. No momento de medir a pressão arterial, observa-se que esta pressão geralmente é maior que a diastólica. A pressão arterial sistólica considerada normal em um adulto saudável é de 120 mmHg, enquanto em uma criança saudável de seis a nove anos é 100mmHg.

Pressão arterial diastólica

Já a pressão arterial diastólica representa a diástole do coração, ou seja, a fase do ciclo cardíaco onde o nosso órgão se encontra relaxado e quando ocorre a entrada de sangue no coração. Neste estágio, o coração fica relaxado e permite que todo o órgão seja preenchido pelo sangue que retornou através das veias e artérias.

A diástole ocorre no início do ciclo cardíaco e é representada através do menor número presente na hora de medir a pressão arterial, ou seja, o segundo número. Dessa forma, na hora deste ciclo os vasos apresentam uma menor pressão se comparado com a pressão arterial sistólica.

Neste momento, a pressão arterial diastólica é considerada saudável quando está em 80 mmHg em um adulto normal e 65 mmHg em crianças saudáveis de seis a nove anos de idade.

Qual a pressão mais perigosa?

É normal ler ou ouvir das pessoas que a elevação da pressão arterial diastólica, ou seja, o segundo número indicado no monitor no momento de medir a pressão arterial, é considerada mais perigosa do que a pressão arterial sistólica. Essa afirmação é uma mentira, quando ambas estão elevadas, oferecem risco à sua saúde e podem ser indicativos de uma hipertensão arterial.

Diante da medição, a hipertensão é caracterizada como o aumento da pressão do sangue nas paredes dos vasos sanguíneos e aparece no monitor em valores acima de 140×90 mmHg. Há vários estágios de hipertensão, e esta é considerada a de primeiro grau. Ou seja, qualquer numeração acima desta já é considerada perigosa e o ideal é manter a pressão arterial controlada e não deixar que os valores cheguem a este ou que o superem.

Como manter a pressão equilibrada?

Há inúmeras dicas de como manter uma pressão arterial equilibrada e a saúde em dia, dentre elas a principal é reduzir a ingestão de sal, pois é um produto rico em sódio. E o sódio é um mineral que, quando presente em excesso, eleva a pressão arterial e os riscos associados ao mesmo.

Além de evitar o consumo em excesso de sal, também é recomendado manter uma boa ingestão de água durante o dia-a-dia, cerca de dois litros por dia, e praticar exercícios físicos, como, por exemplo uma caminhada antes de começar o dia ou natação.

De qualquer forma, a hipertensão arterial é uma doença presente em grande parte da população brasileira e por ser silenciosa se torna mais perigosa ainda. Além do aumento da pressão arterial, esta doença aumenta o risco da presença de problemas cardiovasculares graves e até mesmo de um acidente vascular cerebral, o AVC.

Por conta disso, é extremamente importante medir a pressão arterial de forma rotineira, saber interpretar os resultados com precisão e manter uma dieta equilibrada com hábitos diários saudáveis. Desta forma, você poderá agir cedo caso perceba que os valores estão elevados e evitar as eventuais consequências que essa doença silenciosa pode ocasionar. Entenda também como melhorar seu colesterol com chá verde.

NutriLife Caps
NutriLife Caps

Alcance o ápice da sua saúde através de nossos
SuperAlimentos Premiums

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.