Entenda como funciona a formação de coágulos sanguíneos em veias e como evitar (1)

Entenda como funciona a formação de coágulos sanguíneos em veias e como evitar

O que você vai ler neste post

Os coágulos sanguíneos em veias são estruturas formadas naturalmente pelo nosso organismo como uma resposta fisiológica, causada por um corte ou outra lesão no corpo humano. Isso é feito justamente com o intuito de interromper a saída de sangue por meio do agrupamento de células próximas ou no próprio local onde aconteceu o ferimento.

Entretanto, da mesma forma que a formação de coágulos sanguíneos em veias pode ser uma forma benéfica ao organismo, ela também pode acontecer de forma que traga diversos malefícios e doenças ao mesmo.

Inúmeras doenças dentro da medicina são capazes de causar a formação de coágulos sanguíneos sem que haja nenhum machucado para interromper o sangramento. Dessa forma, o coágulo pode interromper a passagem de sangue dentro de um vaso sanguíneo e prejudicar a função de um determinado órgão do corpo, como o pulmão, o cérebro em casos de acidente vascular cerebral e o coração, o que causa o infarto.

O desenvolvimento de coágulos sanguíneos em veias de forma patológica são extremamente comuns em idosos, indivíduos com doenças sanguíneas específicas, com câncer ou em outras situações. Entretanto, pode ser causado em qualquer pessoa predisposta a ter essa condição, e é por conta disso que é importante saber o que é e como evitar esta formação de forma maléfica ao seu organismo.

 

Como se forma um coágulo sanguíneo?

Os coágulos sanguíneos em veias são formados assim que um corte ou outro machucado acontece no nosso corpo por meio da cascata de coagulação, que é responsável por ativar diversas proteínas e enzimas presentes em nosso sangue. As proteínas interagem entre si e formam um tampão que é responsável por controlar a saída de sangue do corpo por meio do machucado após se aderir à parede de um vaso sanguíneo.

Entenda como funciona a formação de coágulos sanguíneos em veias e como evitar (3)
Fonte/Reprodução: original

Dessa forma, coágulos sanguíneos em veias podem ser explicados como uma forma sólida do nosso sangue, feita como resposta normal do nosso organismo em frente a um machucado com o objetivo de parar o sangramento – no que chamamos de hemostasia. Entretanto, ele pode ser formado também por conta de certas doenças específicas, o que provoca o bloqueio de vasos sanguíneos pela formação de trombos.

Neste caso, o coágulo forma um trombo que não fica aderido apenas na parede do vaso sanguíneo e sim no seu interior. Dessa forma, ele causa uma obstrução parcial ou total das veias, ou das artérias e provoca uma interrupção do fluxo sanguíneo que pode prejudicar o funcionamento de diversos órgãos ativos do nosso corpo.

 

Como saber se estou com um coágulo nas veias?

Quando há a presença de coágulos sanguíneos em veias, esta condição é chamada de trombose devido à formação do trombo dentro deste vaso. Caso este se mova por dentro do vaso, é chamado de embolia e pode chegar em qualquer lugar do corpo. 

Um coágulo sanguíneo nas veias pode passar despercebido e sem nenhum sintoma, entretanto, quando há sintomas, os mais comuns são: calor na região, dor, vermelhidão e rigidez no músculo onde o trombo foi formado. Quando um coágulo se solta do seu local de origem, é possível que ele se transporte para outro lugar e, caso chegue no pulmão, provoca o quadro chamado de embolia pulmonar.

Este quadro apresenta como principal sintoma uma falta de ar súbita, tosses com sangue, dor no peito ou nas costas e respirações curtas e rápidas com palpitações que podem ocasionar em desmaio. Por último, outro sinal que pode indicar a presença de um coágulo sanguíneo nas veias é o inchaço na perna e um aumento na temperatura da mesma.

 

Como prevenir coágulos sanguíneos?

A prevenção de coágulos sanguíneos em veias se dá através das principais medidas tomadas para prevenir também as doenças que podem causar a formação destes trombos e o avanço das mesmas. É de extrema importância manter hábitos saudáveis que previnem o surgimento do câncer, de doenças cardiovasculares e de placas de gordura nos vasos sanguíneos.

Entenda como funciona a formação de coágulos sanguíneos em veias e como evitar (2)
Fonte/Reprodução: original

Ou seja, manter uma rotina com exercícios saudáveis, manter um peso ideal com a altura do seu corpo, uma dieta saudável com alimentos equilibrados com legumes, verduras e livre de gorduras. Além disso, recomenda-se também evitar o fumo. Em alguns casos específicos, remédios que impedem a agregação das plaquetas são receitados pelos médicos.

Por último, há diversas proteínas e vitaminas que auxiliam na coagulação sanguínea e muitos destes estão presentes nos suplementos da NutriLife Caps. Dentre eles, o principal é o Ômega 3: uma proteína que auxilia a afinar o sangue e prevenir a formação de coágulos sanguíneos em veias, assim como eventuais problemas cardíacos. Além disso, vitaminas do complexo B e C presentes nos suplementos Spirulina Premium e Chlorella Premium também auxiliam nessa função.

 

Como dissolver um coágulo nas veias?

O principal método para a dissolução de coágulos sanguíneos em veias é por meio da prescrição de anticoagulantes realizada pelo médico responsável. Estes medicamentos são responsáveis por realizar o bloqueio da cascata de proteínas que dá início ao processo de coagulação e são usados tanto para evitar sua formação como para a manutenção de um já presente.

Além de medicamentos específicos, há também métodos naturais que podem ajudar na dissolução de um coágulo sanguíneo em veias, como por exemplo o uso de gengibre, alcachofra, pimenta-caiena, cravo, dentre outras substâncias. Quando não há alternativas, realiza-se uma cirurgia para remoção da trombose ou do coágulo.

 

Quanto tempo leva para dissolver um coágulo nas veias?

O tratamento para o controle dos coágulos sanguíneos em veias pode variar de acordo com diversos fatores. Os principais são o momento no qual o tratamento se inicia e a situação do coágulo formado dentro dos vasos. Entretanto, o prazo médio é de três a seis meses de tratamento.

 

Quais os perigos de coágulos sanguíneos nas veias?

Os coágulos sanguíneos em veias podem acabar por ser transportados para outros locais do corpo e ser responsável pelo mau funcionamento de diversos órgãos do nosso organismo. Ao prejudicar o fluxo considerado normal de sangue e oxigênio, diversas complicações podem surgir. São elas: 

  • Embolia pulmonar
  • Acidente vascular cerebral
  • Trombose
  • Infarto agudo do miocárdio
  • Isquemia

Grande parte das condições de saúde citadas acima são provocadas justamente por conta deste transporte do coágulo pelos vasos sanguíneos. Entretanto, a isquemia, que é a falta de sangue e oxigênio em determinado tecido do corpo, por exemplo, pode ser causado apenas pela sua presença do coágulo e pela obstrução provocada pelo mesmo.

 

Por que devo ter acompanhamento médico?

A presença dos coágulos sanguíneos em veias pode passar despercebida pelo indivíduo, justamente por não apresentar sinais prévios até que aconteça seu transporte e, eventualmente, afete um órgão importante. Por conta disso, é extremamente importante manter um bom acompanhamento médico e ter todos os exames em dia.

Por fim, é possível não só evitar a presença de coágulos sanguíneos em veias por meio de hábitos saudáveis, dietas alimentares bem equilibradas e livres de gordura ou com suplementos que apresentam proteínas importantes para afinar o sangue e ajudar na manutenção destes coágulos, como também é possível tratar o mesmo.

Para isso, é importante manter todos os hábitos e se cuidar bem, além de ter um excelente acompanhamento médico e de manter todos os seus exames em dia. Dessa forma, caso haja a presença de coágulos sanguíneos em veias, o diagnóstico virá cedo e será possível intervir da melhor maneira possível.

 

Conheça nossos produtos em nosso site Nutrilife Caps!

NutriLife Caps
NutriLife Caps

Alcance o ápice da sua saúde através de nossos
SuperAlimentos Premiums

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.