Como o vinho tinto contribui com seu intestino

Como o vinho tinto contribui com seu intestino?

O que você vai ler neste post

Você sabia que a presença do vinho tinto no intestino traz benefícios? Não há nada melhor do que desfrutar de um jantar acompanhado de um bom vinho e, cientificamente, essa combinação é mais do que aprovada!

Alguns médicos afirmam que vinho e comida são grandes aliados quando consumidos juntos. Isso porque quando os dois são ingeridos, o vinho se torna responsável por reduzir de forma considerável os radicais livres presentes em nossa circulação sanguínea durante todo o processo de digestão.

É justamente durante a digestão que temos uma maior quantidade de gordura que circula nos nossos vasos sanguíneos. Ingerindo a bebida junto aos alimentos, há menor chance dessas gorduras serem oxidadas pelos radicais, o que propicia a formação de placas de gordura nas paredes dos vasos.

E as boas notícias não param por aí! O vinho tinto no intestino e, até mesmo no organismo de forma geral, apresenta diversos benefícios para a nossa saúde. Quer saber mais sobre cada um deles? Se liga no nosso texto!

Como o vinho tinto age no intestino?

De uma forma geral, para que haja um funcionamento correto e eficaz do nosso intestino, é necessário que tenhamos uma boa flora de microorganismos para regular as suas funções corretamente. Tanto que temos diversas bebidas disponíveis no mercado para ajudar nesse quesito — como o leite fermentado da Yakult ou produtos da Activia, por exemplo.

Logo, o consumo de vinho contribui diretamente com o intestino, afinal, é uma bebida rica em fermentação e ajuda na estimulação da microbiota intestinal! Além disso, ele também combate os radicais livres presentes na circulação sanguínea e apresenta diferentes propriedades anti-inflamatórias ao nosso organismo.

Como o vinho tinto age no intestino
Fonte/Reprodução: original

O vinho tinto no intestino é o grande responsável por provocar a facilitação do processo digestivo no órgão. A bebida ajuda a diminuir os movimentos peristálticos, ou seja, aqueles feitos pela musculatura do intestino para ajudar o alimento a descer e, dessa forma, os alimentos permanecem por mais tempo no tubo digestivo, garantindo mais tempo para as enzimas atuarem sobre ele.

Além disso, o vinho tinto no intestino também estimula a vesícula biliar e promove uma maior secreção da bile, que cumpre a sua função de emulsionar as gorduras. Por último, ele também melhora a digestão da glicose pelo nosso organismo, pois se conecta a receptores e amplia a sensibilidade que os tecidos apresentam em relação a insulina.

Para obter esses resultados, os especialistas avaliaram os efeitos de diferentes bebidas alcóolicas presentes no mercado. Observando o papel do vinho tinto no intestino, nota-se que a bebida promove a estimulação das diferentes espécies de microrganismos presentes no órgão.

Isso acontece porque o vinho apresenta diferentes substâncias chamadas de polifenóis, que auxiliam a microbiota do nosso organismo. Outro efeito benéfico observado foi nos espumantes, no qual o gás carbônico presente na composição ajuda a aumentar a produção de suco gástrico, ou seja, favorável no processo digestivo.

O funcionamento intestinal

Mas é claro que, para entendermos o papel do vinho tinto no intestino, precisamos compreender também o que ele é e como o nosso órgão funciona, não é mesmo?

Bom, o intestino também é conhecido pelos cientistas como ‘’o segundo cérebro’’ do corpo humano. Isso porque, curiosamente, o órgão apresenta diversos neurônios e neurotransmissores, responsáveis pela sua correta regulação.

Junto com estas estruturas, temos também uma vasta microbiota composta por diferentes espécies de bactérias, que tem como função ajudar na digestão dos alimentos e regular o funcionamento do órgão.

Além de ser responsável pela digestão de alimentos e pela absorção dos nutrientes presentes neles, diversas pesquisas demonstram que o intestino também é responsável por produzir parte da serotonina e da dopamina presentes em nosso corpo.

Quais os outros benefícios do consumo do vinho?

E os benefícios do consumo do vinho não param apenas no intestino! O vinho tinto apresenta características antioxidantes e anti-inflamatórias graças às diferentes substâncias presentes em sua composição, em especial pelo alto volume de polifenóis encontrados nas uvas.

Um grande exemplo de como os polifenóis são benéficos é o resveratrol, principal substância presente no vinho tinto e que, segundo estudos de Harvard, é o principal aliado na prevenção de doenças do sistema cardiovascular, no combate contra o envelhecimento e na redução de risco do desenvolvimento de câncer.

Ainda assim, é importante prestar atenção e ter em mente que os benefícios da ingestão diária de vinho tinto são decorrentes do consumo moderado da bebida, afinal, tudo em excesso faz mal, e com o vinho não seria diferente. Confira os principais benefícios do consumo:

Previne doenças cardiovasculares e de diabetes

O consumo de vinho ajuda a reduzir em até 50% o risco de se desenvolver doenças cardiovasculares, como por exemplo o infarto. Isso porque os polifenóis que estão na composição da bebida provocam a vasodilatação e reduzem o risco de hipertensão arterial sistêmica.

E não é só isso! O consumo de vinho tinto também ajuda a melhorar a sensibilidade dos tecidos com a insulina, o que reduz o risco de desenvolvimento para a diabetes.

Reduz o risco de AVC

Os componentes presentes no vinho tinto fazem com que a bebida tenha propriedades anticoagulantes naturais, ou seja, evita a formação de coágulos nos vasos sanguíneos do cérebro e previne o acidente vascular cerebral.

Previne os sintomas da depressão e o Alzheimer

Um estudo recente demonstra que o consumo de vinho tinto ajuda a prevenir também os sintomas da depressão e reduz o risco de desenvolver Alzheimer! Isso se deve justamente às substâncias presentes na bebida, que atuam diretamente na produção de neurotransmissores importantes.

Ajuda no combate contra a obesidade

O vinho também é responsável por combater a obesidade e o seu desenvolvimento no corpo humano! Afinal, ele atua na transformação da gordura branca em bege, que é facilmente excretada pelo nosso organismo.

Apresenta ação antioxidante

Além disso, o vinho tinto é um grande aliado para a nossa pele! A sua ação antioxidante é essencial no combate aos radicais livres e ajuda na luta contra o envelhecimento do tecido. Suas substâncias também ajudam na circulação e na hidratação da pele.

Ajuda a melhorar o sistema imunológico

Por fim, a ação antioxidante do vinho tinto também é de extrema importância ao nosso sistema imunológico. As substâncias presentes na bebida estimulam a produção das diferentes células anti-inflamatórias.

Como consumir o vinho tinto de maneira saudável?

Já sabemos que o vinho tinto no intestino apresenta inúmeros benefícios para a digestão, além de também contribuir na prevenção de diferentes doenças. Porém, todo excesso é prejudicial à saúde e, por isso, precisamos saber como consumir o vinho tinto de uma maneira saudável.

Como consumir o vinho tinto de maneira saudável
Fonte/Reprodução: original

Segundo especialistas, a quantidade ideal de vinho tinto que deve ser consumida diariamente é de, em média, 300 ml pelos homens (o que equivale a até 30 gramas de álcool) e, pelas mulheres, 200 ml (o que seria 20 g de álcool).

O que também pode contribuir?

De acordo com as pesquisas, não há nenhum tipo de vinho em específico que contribua mais do que outro para o intestino ou para o organismo, de forma geral. Entretanto, o gás carbônico que está na composição de determinados espumantes ajuda na produção do suco gástrico e contribui no processo digestivo.

Que doenças podem ser evitadas com consumo de vinho?

O vinho tinto no intestino também apresenta grande papel para evitar doenças que afetam o órgão, e isso tudo graças aos polifenóis presentes na composição da bebida!

A úlcera nervosa, por exemplo, é uma condição evitada, pois os polifenóis inibem a expressão de enzimas que atuam agredindo as paredes do órgão. Como outros exemplos, podemos citar também: a esofagite de refluxo, esôfago de Barrett, colesterol alto e cálculos nos rins.

Enfim, o vinho tinto no intestino apresenta inúmeros benefícios, não só para a estrutura em questão mas, também, para a saúde como um todo. Seu consumo diário junto com alguma refeição é a oportunidade perfeita para cuidar de si próprio! Para mais dicas sobre saúde, veja o nosso clube saudável!

NutriLife Caps
NutriLife Caps

Alcance o ápice da sua saúde através de nossos
SuperAlimentos Premiums

Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.